O Mercado Farmacêutico para 2021 pós COVID-19

O Mercado Farmacêutico para 2021 pós COVID-19

Cadastre-se gratuitamente em nossa lista de leitores e seja notificado com exclusividade a cada novo post ou material publicado.

 

O ano de 2020 foi marcado pela pandemia, por isto muitos estão curiosos para saber como ficará o Mercado Farmacêutico para 2021, após esta onda de COVID-19.

Embora tenhamos passado por toda esta situação neste ano, o setor farmacêutico mostrou muita agilidade em se adaptar à situação, seja com pesquisas, desenvolvimento de medicamentos e também no mix de produtos disponibilizados nas farmácias.

Muitos pensaram que poderia haver uma queda no crescimento do setor, como aconteceu em outros setores, mas na verdade o mercado de farmácias está crescendo aceleradamente.

O setor farmacêutico manteve o crescimento mesmo com a pandemia.

Observando o mercado farmacêutico de um ponto de vista de oportunidades, a pandemia também trouxe vários novos tipos de oportunidades, e junto com elas, novos desafios.

Pode-se notar uma mudança no comportamento dos consumidores, também ocasionada devido a pandemia. Uma destas mudanças é na compra de medicamentos em maior volume, principalmente aquelas pessoas que possuem doenças com maior risco de vida, como diabetes, hipertensão, etc.

Afinal caso estas pessoas venham a contrair o novo coronavírus, elas tendem a serem mais prejudicadas.

Entenda a seguir um pouco mais sobre o Mercado Farmacêutico para 2021 pós COVID-19:

Sem mais delongas, vamos ao que interessa. 

 

Mercado Farmacêutico para 2021

A tendência é que o ano de 2021 seja um reflexo do 2º semestre de 2020, o mercado farmacêutico se manterá estável dentro do seu crescimento, mas sem aquele desespero causado pelo início da pandemia em 2020.

Existe uma mudança de comportamento quanto ao consumo de produtos de higiene, como o álcool gel, que teve uma alta procura e tende a continuar assim em 2021.

Para 2021 espera-se também a chegada da vacina da COVID-19, alguns especialistas da área já garantem a chegada de mais de um tipo de vacina. 

A vacina movimentará bilhões de dólares

Ainda não se sabe se a vacina chegará ao Brasil pelo Plano Nacional de Imunização, ou se também estará disponível de forma particular. 

Neste segundo caso, se a vacina estiver disponível para ser adquirida na rede privada, as farmácias poderão ter participação neste processo de vacinação

Fala-se também em uma segunda onda da COVID-19, quanto ao setor farmacêutico neste caso, acredita-se que o mesmo reagirá da mesma forma que o segundo semestre de 2020, mantendo seu crescimento normalmente.

Outro ponto discutido pelos especialistas é o associativismo no setor de farmácias. Acredita-se que este se manterá em alta em 2021. 

O próximo ano também trás grandes oportunidades para as farmácias independentesEm regiões onde não existem grandes redes de farmácias, as farmácias independentes possuem uma grande oportunidade de crescer e expandir sua marca. 

Por fim, um dos pontos mais importantes para as farmácias em 2021, segundo especialistas, é o sortimento de produtos oferecidos. 

Como falamos no início deste artigo, o comportamento dos consumidores mudou devido a pandemia que afetou o mundo inteiro em 2020. 

Nota-se que as pessoas estão frequentando menos as farmácias, porém variando mais os tipos de produtos que compram, e inclusive consumindo mais produtos.

Isto aumenta mais o ticket médio das farmácias, pois as pessoas acabam comprando mais itens a cada visita a um estabelecimento. Por isto é importante que os estabelecimentos tenham mais opções de produtos para oferecer.

Dicas e Tendências para o Setor Farmacêutico em 2021

Paulo Paiva, da Close-up International, concedeu uma entrevista onde deixou algumas dicas para o setor farmacêutico visando o ano de 2021 (vídeo disponibilizado no YouTube pelo canal da ASCOFERJ, site: https://ascoferj.com.br/).

São elas: 

  • Observar o ano de 2020 e identificar os pontos positivos e negativos, tentar se adaptar às situações negativas e corrigí-las para o próximo ano.
  • O crescimento no setor farmacêutico continuará alto em 2021.
  • Os empresários do setor precisam estar preparados para receber investimentos, pois eles continuarão acontecendo. 
  • Tentar desviar da bolha gerada pela COVID-19, e pensar em um crescimento a longo prazo.

Sobre as tendências para o setor farmacêutico em 2021, podemos identificar algumas áreas em destaque, confira: 

  • Modelo de loja: caso haja uma extensão da pandemia, as lojas poderão apresentar o conceito de drugstore, ampliando as opões de produtos dentro das farmácias
  • Abertura de lojas: a duração da pandemia pode levar ao fechamento de lojas em áreas comerciais e à abertura em áreas mais residenciais das cidades
  • Novos serviços: a tendência é que novos serviços sejam oferecidos nas farmácias, pois a demanda por soluções em saúde – vacinas, exames, consultas médicas – mais próximas das residências crescerá no futuro
  • Sortimento: será necessário incrementar os itens disponibilizados nas lojas, pois a frequência de compra do consumidor tende a diminuir e, com isso, a lista de compras cresce
  • Patologias ligadas ao Sistema Nervoso Central (SNC): um estudo da Associação Brasileira de Psiquiatria evidenciou um possível aumento no número de prescrições de medicamentos para tratamento de doenças ligadas ao SNC
  • Cenário de supply: poderá haver uma migração estratégica de princípios ativos para outras regiões do planeta, atualmente concentrados na China e Índia
  • Impacto econômico: diversos cenários apontam queda do PIB brasileiro em torno de 4,5%, o que leva ao aumento do desemprego e das dificuldades financeiras da população
  • E-commerce: teve bastante adesão durante a pandemia, mas terá nas lojas físicas um grande concorrente quando a situação mundial se regularizar. Ainda assim, deverá estar presente nos próximos anos
  • Telemedicina: incentivada durante a pandemia, a telemedicina, ainda que não possa ser utilizada em todos os casos de saúde, tem feito alguns médicos temerem a perda de valor na consulta presencial
  • Engajamento digital: ainda que 92% da classe médica prefira voltar ao modelo de visitação para promoção médica, há uma maior aceitação do engajamento digital, o que deixa a indústria livre para tentar novas estratégias
  • Genéricos: a pandemia vem impactando fortemente a renda do consumidor, o que permite que os genéricos consigam no futuro penetrar mais rapidamente no mercado de medicamentos de prescrição

Estes pontos foram publicados em uma matéria da Revista Farmácia. Você sabe de alguma outra tendência para o setor farmacêutico em 2021? Deixe sua opinião aqui nos comentários.

Por hoje ficamos por aqui, não esqueça de comentar o que você achou deste conteúdo, e compartilhá-lo nas redes sociais através dos botões aqui abaixo, isto ajuda nosso blog a crescer e trazer cada vez mais conteúdos assim para você.

Forte abraço e até a próxima.

Não vá embora ainda...

Conte para nós o que você achou deste conteúdo

Cadastre-se gratuitamente em nossa lista de leitores e seja notificado com exclusividade a cada novo post ou material publicado.

WhatsApp chat