Indústria Farmacêutica em São Paulo

Indústria Farmacêutica em São Paulo

Cadastre-se gratuitamente em nossa lista de leitores e seja notificado com exclusividade a cada novo post ou material publicado.

A Indústria Farmacêutica movimenta bilhões de reais todos os anos, e vem apresentando um crescimento muito significativo. 

Para você que deseja se aprofundar mais nesta área, é interessante que conheça sua história, desenvolvimento, como ela funciona e qual a sua importância para o mundo.

Mesmo sendo alvo de muitas críticas pelo mundo, é muito importante reforçar a importância da indústria farmacêutica para a saúde de toda a população mundial. 

Hoje você irá acompanhar mais sobre: 

Vamos lá!

O que faz a Indústria Farmacêutica

A indústria farmacêutica é responsável pela produção de medicamentos, e além disto, trabalha no desenvolvimento, pesquisa, distribuição e comercialização. 

O investimento em pesquisas, descobertas e testes pode levar meses ou até mesmo anos, sendo que a produção e comercialização dos medicamentos só acontece depois destas etapas. 

Todo este trabalho já está embutido no preço do medicamento que os consumidores compram. 

Grande parte das indústrias farmacêuticas mundiais surgiram no final do século 19 e início do século 20, mas as principais descobertas no setor, aconteceram nas décadas de 20 e 30.

Os investimentos para novas pesquisas dentro das indústrias farmacêuticas podem acontecer através de royalties. 

Quando uma indústria descobre uma nova fórmula, que pode levar ao surgimento de um novo medicamento no mercado, a empresa busca patentear esta fórmula.

Desta forma as demais indústrias que desejarem produzir o medicamento precisam pagar royalties para a descobridora do mesmo.

A história da Indústria Farmacêutica

Os países europeus possuíam avanços com relação a indústria farmacêutica já no século 19, porém no Brasil, podemos dizer que o nascimento e desenvolvimento do setor aconteceu no período de 1890 a 1950

Este desenvolvimento ocorreu por consequência da saúde pública, e também das práticas sanitárias que preveniam e combatiam doenças infectocontagiosas.

Na época havia um grande aumento das doenças e infecções em navios e portos, que tinham péssimas condições sanitárias. 

Estes locais era onde ficavam hospedados os trabalhadores da cultura do café.

Tal ocorrido gerou uma demanda maior da indústria farmacêutica.

Nesta época devido ao incentivo dado para a indústria farmacêutica, foi possível a produção de soros, vacinas e outros medicamentos. 

Os produtos de origem mineral tiveram uma demora maior para serem produzidos, por causa da tecnologia necessária que era muito complexa, e também devido as matérias-primas que precisavam ser importadas.

A indústria farmacêutica sofreu mudanças significativas a partir dos anos 50, são elas: 

  • O presidente Juscelino Kubitschek cria planos de desenvolvimento
  • O período militar abriu as portas do setor farmacêutico para empresas estrangeiras
  • Na década de 80 houve uma estagnação econômica e um descontrole inflacionário

Entre os anos 1980 e 2000, aumentou as exigências para a produção de medicamentos por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). 

A indústria farmacêutica encontrava-se muito dependente do mercado externo, com as importações de produtos e matérias-prima.

Atualmente, o setor industrial farmacêutico movimenta bilhões anualmente, sendo seu papel extremamente importante para a preservação da saúde da população.

Indústria Farmacêutica em São Paulo

Existem dezenas de empresas na indústria farmacêutica em São Paulo/SP. Responsáveis por gerar milhares de empregos. 

É objetivo principal da indústria farmacêutica a produção de medicamentos, o que por consequência exige atividades de pesquisa e desenvolvimento, inovação, distribuição e comercialização de produtos.

Nos últimos anos tivemos o surgimento dos medicamentos genéricos, que são produtos que carregam a mesma fórmula de medicamentos de marcas registradas.

Em um cenário internacional, a indústria farmacêutica é vista como um oligopólio diferenciado, com a criação de novos produtos como prioridade em relação as economias de escala e custos de produção. 

Por oligopólio entende-se uma estrutura de mercado com concorrência imperfeita, ou seja, o mercado é controlado por um número reduzido de empresas, onde uma considera os comportamentos e reações das outras para tomadas de decisões.

A concorrência dentro do oligopólio está relacionada a qualidade, pós-venda, fidelização e a imagem, sendo o preço um dos fatores que menos impactam nestas horas.

As empresas líderes do setor são grandes multinacionais, que atuam de forma global no mercado, tendo como principal diferenciação nos produtos a pesquisa e o desenvolvimento, e por outro lado, o marketing.

Patenteamento de fórmulas e medicamentos

Para medicamentos patenteados existe um prazo de validade para esta proteção, sendo assim, ao final do prazo os mesmos ficam expostos para a concorrência dos genéricos e similares. 

Através da patente a indústria consegue se beneficiar mais dos seus resultados, dados através de seus esforços com P&D. 

A patente é a forma em que a indústria garante o monopólio temporário das vendas. 

Já a liderança de mercado, por sua vez, é conquistada em segmentos particulares, onde haja diferenciação de produtos.

Por fim, podemos dizer que o setor farmacêutico é norteado pela forte dinâmica dentro da pesquisa e desenvolvimento, produção industrial e comercialização. 

São realizados grandes investimentos em estratégias de competição, que tem como foco a diferenciação dos produtos.

O Brasil representa o 6º (sexto) maior mercado do mundo em faturamento na indústria farmacêutica. No Brasil o setor é muito dependente de importações, e utiliza as patentes como uma forma de segurança, para ter um pouco mais de ROI (retorno sobre o investimento, em português).

O principal mercado pertence ao Estados Unidos, que controla aproximadamente 50% do volume de negócios. 

Nos últimos anos o setor farmacêutico teve um crescimento bem significativo, marcado pela concentração industrial, lucros mais altos, devido ao aumento do consumo de medicamentos e também o preço dos mesmos.

Isto abre novos caminhos científicos e tecnológicos, com um potencial para a biotecnologia, que pode ser utilizado tanto para inovar em pesquisa e desenvolvimento, como também nos produtos.

E, por fim, sobre os desafios gerados, podemos trazer a crescente pressão competitiva dada pelos medicamentos genéricos. 

Isto acontece pois os medicamentos líderes de vendas já terão suas patentes expiradas.

O Mercado Farmacêutico no Brasil

O SEBRAE revelou em 2017 alguns dados sobre o mercado farmacêutico no Brasil, nestes dados consta que as farmácias e drogarias movimentam em torno de 62 bilhões de dólares por ano.

O Brasil possui mais de 75 mil farmácias, sendo o maior no mundo. Além disto nosso país também é o 4º no ranking mundial sobre mercado de medicamentos.

Será que somos o país que mais consome medicamentos?

Abaixo listei alguns dos motivos para este crescimento volumoso, confira: 

  • Envelhecimento da população
  • Aumento da demanda do mercado de remédios
  • Aumento da demanda por medicamentos genéricos
  • Aumento do consumo das Classes C e D

O mercado demonstra que continuará crescendo nos próximos anos, assim sendo se você pretende abrir uma farmácia terá um segmento promissor.

Em 2018 com relação a 2017 a estimativa de crescimento do faturamento foi de até 9,3%.

Um fato muito importante que não podemos deixar de mencionar é que o consumidor brasileiro valoriza muito a presença do farmacêutico nas farmácias. 

A ABRAFARMA, Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias já previa há alguns anos atrás que o profissional farmacêutico teria cada vez mais um papel de destaque nos anos seguintes.

Isto ainda é realidade e este papel continua sendo cada vez mais importante.

O profissional farmacêutico que antes era conhecido apenas por interpretar as prescrições médicas, agora exerce diferentes atividades dentro da farmácia.

Exemplos delas são: 

  • Aplicar conhecimentos de consultórios farmacêuticos
  • Acompanhar tratamentos dos pacientes prescritos pelos médicos
  • Aplicação de vacinas, etc

Procure ficar sempre por dentro do mercado farmacêutico para que o seu negócio se mantenha sempre atualizado e com um potencial competitivo muito forte.

Para entender mais sobre o Mercado Farmacêutico no Brasil e saber como abrir uma farmácia, acesse este link.

Gostou deste conteúdo? Então não esqueça de compartilhá-lo para que ele consiga alcançar outras pessoas. 

Para isto, utilize os botões sociais abaixo. 

Deixe também seu comentário, é muito importante para nós conhecer sua opinião sobre este assunto.

Forte abraço e até a próxima.

Não vá embora ainda...

Conte para nós o que você achou deste conteúdo

Cadastre-se gratuitamente em nossa lista de leitores e seja notificado com exclusividade a cada novo post ou material publicado.